Olá. Percebemos que o seu navegador está desatualizado.
É preciso utilizar um navegador atualizado para correta experiência dentro do site. Abaixo sugestões de uso dos principais navegadores:
Google Chrome Mozilla Firefox
Hello. We noticed that your browser is out of date.
You must use an updated browser for the correct experience within the site. Below are suggestions for using the main browsers:
Google Chrome Mozilla Firefox
Hola. Notamos que su navegador está desactualizado.
Debe usar un navegador actualizado para la experiencia correcta dentro del sitio. A continuación hay sugerencias para usar los principales navegadores:
Google Chrome Mozilla Firefox

Os desafios no processo de formação de filme de tintas

Publicado em: 27 maio, 2021.

Um dos pontos mais críticos para o bom desempenho das tintas é o processo de formação de filme. Este processo é complexo e pode influenciar as propriedades da tinta final de maneira significativa. É crucial que a escolha dos componentes básicos seja feita de maneira correta.

Os formadores de filme, também chamados de agentes coalescentes, são um desses componentes e estão diretamente ligados a um dos processos mais críticos durante o desenvolvimento de tintas, a formação de filme de tinta durante a sua secagem.
Os filmes podem ser elaborados de diversas formas. A mais simples é a partir da dissolução de um polímero em um solvente, cujo processo resume-se em três estágios principais: aplicação (I), fixação (II) e secagem (III). Neste processo, o papel do solvente é fundamental para o sucesso na qualidade da formação do revestimento, por isso é preciso escolhê-lo corretamente.

Viscosidade / Tempo

Outro modo de formação de filme é por coalescência de partículas poliméricas em sistemas base água. Neste caso, o processo é mais complexo e requer o emprego de agentes que promovam a coalescência das partículas poliméricas. Esses agentes coalescentes podem ser obtidos por rotas distintas, mas o que os define é sua capacidade de promover uma formação de filme homogênea a partir de um látex. Eles plastificam a fase polimérica presente nas formulações de tintas e outros produtos, diminuindo a sua taxa de temperatura e favorecendo a deformação de partículas. Como o coalescente favorece a formação de um filme coalescido, ele pode melhorar a resistência à água e ao leaching.

Perda de água cumulativa / Tempo de secagem
Formação de filme em Látex

Falando em temperatura, para garantir que uma película de filme seja produzida de forma homogênea, o processo de formação de filme de tinta passa por um teste de Temperatura Mínima de Formação de Filme (TMFF), que monitora e avalia se os índices de temperatura do látex estão ideais para se fundir, garantindo assim, o resultado esperado do produto final.

Claro que diversos outros fatores devem ser levados em consideração e que há muito mais características que variam de um caso para outro, pois cada empresa ou pessoa busca algo específico que atenda às suas necessidades.

Nosso profundo conhecimento técnico de profissionais dedicados a Coatings, envolvidos com cada cliente e em todas as etapas dos projetos, nos permite desenvolver um portfólio completo de soluções em coalescentes para as diferentes categorias de tintas decorativas. Conheça mais sobre a linha ULTRAFILM® da Oxiteno.

Artigo assinado por Marina Passarelli, Technical Service & Development Specialist.

Sobre o Manual descomplicado de tecnologia de tintas
Todas essas informações e estudos realizados a respeito do processo de formação de filme estão disponíveis no livro publicado pela Oxiteno: “Manual descomplicado de tecnologia de tintas”. De forma simples, este manual oferece conceitos fundamentais da tecnologia de tintas e traz temas relevantes para a indústria, como informações sobre solventes, tensoativos, GHS, polimerização em emulsão, avaliação de ciclo de vida, além da metodologia de design of experiments (DOE).