Olá. Percebemos que o seu navegador está desatualizado.
É preciso utilizar um navegador atualizado para correta experiência dentro do site. Abaixo sugestões de uso dos principais navegadores:
Google Chrome Mozilla Firefox
Hello. We noticed that your browser is out of date.
You must use an updated browser for the correct experience within the site. Below are suggestions for using the main browsers:
Google Chrome Mozilla Firefox
Hola. Notamos que su navegador está desactualizado.
Debe usar un navegador actualizado para la experiencia correcta dentro del sitio. A continuación hay sugerencias para usar los principales navegadores:
Google Chrome Mozilla Firefox

O papel dos tensoativos no processo de polimerização em emulsão

Publicado em: 1 abril, 2021.

Para a obtenção de látex sintético, componente principal de tintas e adesivos base água, o principal processo utilizado é o de polimerização em emulsão. Nele, monômeros (acrílicos, metacrílicos, vinílicos etc.) são polimerizados em meio aquoso usando iniciadores radicalares, onde tensoativos são necessários para a estabilização do sistema durante a polimerização, e das partículas de polímero dispersas formadas.

O processo de polimerização em batelada consiste em adicionar todos os insumos, dentre os quais se destacam solução de tensoativos, mistura de monômeros e solução de iniciador, ao reator no início do processo e manter a polimerização em determinada condição de agitação e temperatura até que se atinja a conversão do monômero em polímero próxima de 100%.

O início da polimerização (estágio A) é composto por gotas de monômeros emulsionadas, uma fração de monômero solúvel em água, micelas de tensoativos inchadas por monômeros e iniciador solúvel em água. No estágio B, há o crescimento das partículas e polimerização das moléculas de monômero solúveis no meio aquoso e geração de radicais oligoméricos. No estágio C, é onde ocorre a polimerização no interior das partículas com concentração de monômeros, resultando na diminuição da taxa de conversão e no término da polimerização. Por fim, na parte D, acontece a dispersão de partículas de polímero obtidas no final do processo de polimerização, conhecidas como látex (singular) e látices (plural).

Processo de polimeração em emulsão

Na polimerização em emulsão, os tensoativos promovem a emulsificação das gotícu¬las de monômeros, solubilizam monômeros no interior das micelas, controlam o número de partículas nucleadas no Estágio A, a estabilidade das partículas ao longo dos Estágios B e C, a distribuição de tamanhos de partícula, a estabilidade e a tensão superficial do látex final e a formação de coágulo no reator.

ESCOLHA DOS TENSOATIVOS

A escolha dos tensoativos é de suma importância para desenvolver um processo de polimerização em emulsão e obter um látex com distribuição de tamanhos de partículas e estabilidade apropriadas para cada aplicação. As características-chaves de tensoativos usados em polimerização em emulsão, estão ligadas à sua capacidade de diminuir a tensão superficial da fase aquosa e adsorver em fases dispersas, promovendo diminuição da tensão interfacial e estabilidades eletrostática e estérica.

Tensoativos aniônicos e não iônicos são muito usados em polimerização em emul¬são de látices aniônicos convencionais. Normalmente, um único tensoativo não é suficiente para gerar um látex atendendo a todos os quesitos solicitados. Preferencialmente, os tensoativos aniônicos promovem a estabilidade mecânica do látex por meio da estabilização eletrostática das partículas, enquanto os tensoativos não iônicos promovem estabilidade a eletrólitos e a ciclos de aquecimento e resfriamento por meio de estabilização estérica.

LINHA EM ADITIVOS: OXITIVE ®

Uma das etapas mais críticas durante a fabricação de tintas é o processo de dispersão dos pigmentos no meio, o qual requer alta demanda de energia e tempo. Os agentes umectantes e dispersantes de pigmento são fundamentais para auxiliar nessa etapa, pois garantem homogeneidade, estabilidade e viscosidade adequadas, além de facilitar a incorporação de colorantes para agregar valor ao produto final.

A linha de aditivos umectantes OXITIVE® 7000 e de aditivos dispersantes OXITIVE® 8000 foram desenvolvidas a partir dessas necessidades e das tendências do mercado. Compostas por tensoativos multifuncionais, permitem formular tintas de alto desempenho, competitivas e mais sustentáveis, com baixo VOC (compostos orgânicos voláteis), APE- free (isentos de alquilfenol etoxilado) e com baixa formação de espuma. Sua alta capacidade de umectação e dispersão de pigmentos e sua ampla faixa de HLB permitem maior flexibilidade ao formulador. A Oxiteno, atenta às tendências e necessidades da indústria, está sempre pesquisando e desenvolvendo soluções para atender aplicações diversas, sempre em movimento para trazer ao mercado o melhor em termos de química.


LINHA EM EMULSIFICANTES: OXIMULSION ®

Os agentes emulsificantes são surfactantes adicionados nos processos de emulsão para aumentar a sua estabilidade tornando-as estáveis e homogêneas. A molécula de um emulsificante possui uma parte polar (compatível com a água) e outra apolar (compatível com o polímero). São fundamentais para o processo de polimerização em emulsão.
A linha de emulsificantes OXIMULSION® é formada por tensoativos primários APE-free para polimerização em emulsão (por exemplo látex acrílicos, estirênicos e vinílicos) e emulsificação de resinas (por exemplo, as alquídicas). Os principais atributos dessa linha incluem desempenho superior aos tensoativos derivados de alquilfenol etoxilado, possibilitando alto controle de partícula, viscosidade e conversão, baixo VOC, baixa toxicidade e alto teor de sólidos. Em suma, os emulsificantes OXIMULSION® permitem que o formulador obtenha látex com baixa toxicidade, alta estabilidade e performance. Essas otimizações, como formulações de alto teor de sólidos, trazem benefícios econômicos para toda a cadeia.


Artigo escrito por Alann Bragatto, Pesquisador da Oxiteno

MANUAL DESCOMPLICADO DE TECNOLOGIA DE TINTAS
Para compartilhar o conhecimento e a experiência de seus especialistas em Coatings, a Oxiteno publicou um livro que funciona como um guia rápido e prático para formulação de tintas e emulsões. De forma simples, o livro oferece conceitos fundamentais da tecnologia de tintas e traz temas relevantes para a indústria, como informações sobre solventes, tensoativos, GHS, polimerização em emulsão, avaliação de ciclo de vida, além da metodologia de design of experiments (DOE). O manual completo pode ser adquirido aqui.